01/12 – Dia Mundial de Combate à Aids

Aids ainda não tem cura; previna-se

 

Cerca de 1,8 milhão de pessoas são diagnosticadas com a doença a cada ano no mundo

 

A AIDS é a sigla para a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, doença resultante da infecção pelo vírus HIV (vírus da imunodeficiência humana), que destrói as células do sistema imunológico, enfraquecendo o organismo contra infecções e enfermidades.

 

A doença, cujos primeiros casos datam de meados da década de 70, nos Estados Unidos, representa um desafio para as autoridades de saúde, pois ainda não tem cura, e as taxas de transmissão estão crescendo, principalmente entre os jovens. No Brasil, estima-se que 830 mil pessoas estejam infectadas.

 

Segundo relatório das Nações Unidas, de 2006 a 2015 a taxa de detecção entre jovens brasileiros do sexo masculino, de 15 a 19 anos, subiu de 2,4 para 6,9 casos por 100 mil habitantes. Entre os de 20 a 24 anos, o índice é de 33,1 casos por 100 mil habitantes.

 

Transmissão

 

O HIV pode ser transmitido por meio de:

 

– Relações sexuais desprotegidas

– Materiais cortantes ou seringas contaminadas

– De mãe para o bebê, durante a gestação

– Aleitamento materno

 

Autoteste

 

Atualmente, está disponível em todo o Brasil um teste de farmácia, chamado Action, para detecção do vírus HIV. O exame tem aprovação da Anvisa e precisão de 99,9%. Porém, só pode indicar a presença do HIV após 30 dias do contato com o vírus.

 

Caso o resultado dê positivo, é importante confirmá-lo por meio do exame de laboratório.

 

Previna-se

 

Embora existam tratamentos que ajudam a prolongar as vidas dos portadores de HIV, ainda não há cura para a doença. Portanto, previna-se! Use preservativos em todas as relações sexuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *