Conheça as doenças mais comuns da tireoide

Hipertireoidismo e hipotireoidismo são distúrbios que podem alterar o funcionamento do organismo 

Responsável pela produção dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina), a tireoide é uma glândula em formato de borboleta, localizada no pescoço, fundamental para diversas funções vitais do organismo.

Entre os principais mecanismos desempenhados por ela estão a regulação de órgãos como coração, rins e cérebro. Além disso, ela interfere em diversos processos como o do crescimento, fertilidade, ciclos menstruais, humor, entre outros.

Muitas vezes, a tireoide pode deixar de funcionar corretamente, liberando em excesso ou de forma escassa seus hormônios, o que prejudica as atividades do corpo. Conheça duas doenças comuns que podem afetar essa glândula:

Hipertireoidismo

Acontece quando a tireoide produz em excesso os hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina). Assim, tudo fica acelerado no organismo. A frequência cardíaca e a pressão arterial aumentam; há perda de peso; nervosismo; transpiração excessiva, entre outros sintomas.

Geralmente, esse distúrbio é causado pela Doença de Graves, uma condição autoimune. Mas também pode estar associado ao excesso de iodo, presente em alguns medicamentos; nódulos na tireoide; e à ingestão de hormônios da tireoide.

Hipotireoidismo 

Ao contrário do distúrbio anterior, no hipotireoidismo ocorre uma queda na produção dos hormônios T3 e T4. Dessa forma, tudo passa a funcionar mais lentamente. Entre os principais sintomas estão diminuição da frequência cardíaca, intestino preso, cansaço, ganho de peso, perda de cabelo e alterações no colesterol.

É causado, na maioria das vezes, por uma inflamação denominada Tireoidite de Hashimoto, uma doença autoimune.

Diagnóstico

O diagnóstico das doenças da tireoide é realizado basicamente por exames de sangue, que verificam o funcionamento da glândula, e ultrassonografia, que avaliao tamanho, presença de nódulos ou outras alterações.

Como os resultados desses procedimentos dependem muito da qualidade dos equipamentos utilizados e da experiência dos profissionais que os realizam, é muito importante que sejam feitos em um laboratório bem certificado e que, de preferência, guarde o seu histórico de exames anteriores.

Saiba sobre doenças da tireoide no site do CURA: https://bit.ly/2IJW2XC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *