Videohisteroscopia diagnóstica com sedação: precisão no resultado e conforto para a paciente

O sucesso de um tratamento começa no diagnóstico. Por isso, quando há a suspeita de um problema, nada melhor do que um exame que permita saber com certeza do que se trata. É com base nesse resultado que o médico poderá indicar uma conduta que vai resolver o caso.

Quando se trata de avaliar a cavidade uterina, a melhor opção é a videohisteroscopia diagnóstica, que proporciona imagens reais e de alta definição. Além de minimamente invasivo, pensando no conforto da paciente, no CURA o procedimento pode ser feito com sedação com suporte de um anestesiologista, como já é comum nos exames de endoscopia.

Segundo Dr. Thomas Moscovitz, do CURA Imagem e Diagnóstico, em geral, o exame é indolor e pode ser realizado sem anestesia. Mas em caso de dificuldades técnicas, como um colo de útero muito fechado ou se a paciente sentir algum desconforto ou preferir, pode ser realizado com sedação. “O CURA é um dos dois únicos serviços, em São Paulo, que realizam a videohisteroscopia diagnóstica com sedação, do tipo geral, que dura cerca de 15 minutos, tempo aproximado da realização do exame, mais uma medicação para dor”, explica o Dr. Thomas.

Principais indicações

A videohisteroscopia diagnóstica é o exame ideal para investigar as mais diversas situações que envolvem a saúde da mulher e apresenta vantagens em relação ao ultrassom. Pode ser indicação para avaliar pólipos, DIU perdido, aderências intrauterinas, anomalias mullerianas, lesões endocervicais, sangramentos anormais e até câncer de endométrio.

É um método importante também na investigação de causas da infertilidade e para avaliar os resultados de procedimentos terapêuticos prévios em pacientes que serão submetidas a fertilização in vitro.

Como é feito?

No CURA, você é atendida por uma equipe altamente capacitada e experiente, que utiliza a mais moderna tecnologia de videohisteroscopia diagnóstica para seu maior conforto.

O equipamento permite uma visualização detalhada e a documentação em fotos. Se houver necessidade de biopsia, é realizada com pinçagem da área exata que se deseja investigar através de um canal acessório, de forma indolor. Depois de alguns minutos para passar o efeito da anestesia, você já pode retomar sua rotina normal.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *